Archive for março \06\UTC 2011

Sábio amigo

março 6, 2011 -
 

Não sei por qual motivo ele me escolheu como amiga, se é que isso é algo que se escolha. Na verdade, acho que seu coração é tão grande que caberia tanta gente…

“Tá tudo bem com você?” Com essa pergunta repetidas vezes, um dia depois do outro, ele foi me desarmando. Até que chegou o tempo em que a frase, que no início parecia um simples cumprimento, se tornou reconfortante. Um alento para quem é obrigado a matar um leão por dia numa redação de jornal.

Em momentos de crise, ele esteve lá – “Tá tudo bem com vc?”

Tive a certeza de que aquela figurinha tinha virado meu amigo no último dia da entrega dos brinquedos de Natal doados pelos leitores. Uma sexta-feira de muito calor de dezembro, dentro da kombi, voltando com ele para a redação depois de um dia complicado, a procura de endereços de crianças em loteamentos distantes.

Ia no banco da frente, junto com ele na janela, e seu Lula, o motorista titular da kombi do Diário, na direção. Com a roupa quente de veludo de Mamãe Noel, de vez em quando dava um gole na água mineral morna e observava meu amigo dormindo de rabo de olho. Teve um momento desses em que ele acordou, sempre devagar, olhou pra mim e deu um sorriso.

Há quase duas semanas, ele perdeu seu maior ídolo, seu exemplo, seu pai. Aquele que em todas as vezes em que fui até a casa de sua família veio abrir a porta da frente com muita alegria, aquela que, sem dúvida, seu filho herdou.

O que dizer nessa hora, meu amigo? “Tá tudo bem com vc?” Em momento algum soube o que dizer a ele, nem qual seria a palavra certa a ser dita. Mas lembrei demais de algo repetido por ele diversas vezes ao me aconselhar nos momentos de dúvida: “faça o que o seu coração mandar”.